Sul Matogrossense

Tudo sobre o Mato Grosso do Sul

O Bioma Pantanal é muito rico em recursos naturais porém muitos desses estão sumindo sem ser conhecidos, principalmente por conta do avanço das lavouras, do pasto para o gado e ocupação do solo para habitação. A guavira é uma dessas riquezas que correm este risco atualmente.

No Mato Grosso do Sul as pessoas dizem que a guavira é a fruta da resistência, porque depois da estiagem, começa a chuva e aí, sim, as frutas aparecem nos guavirais nativos. E é preciso coletar rápido porque elas amadurecem e duram no máximo duas semanas. Ficam em cachos verde e amarelo: a cor do Brasil.

Mas não é só o Mato Grosso do Sul que teve a honra de abrigar essa frutinha nativa mais poderosa do que a laranja. No cerrado, principalmente o Distrito Federal também produz.

Foto: Guavira.

Guavira ou guaviroba é uma fruta selvagem que dá em arbustos nos campos do cerrado de Bonito e um banquete para um pantaneiro nato. A fruta é conhecida já há um bom tempo por pessoas que vivem tanto em Bonito como no Pantanal e é utilizada até mesmo no meio culinário.

Guavira para uma vida mais saudável

Seu uso tem benefícios medicinais bastante utilizados por índios e suas raízes ajudam a combater e controlar o colesterol (hipercolesterolemia), depurativo, diabetes, dores reumáticas, menopausa, afecções do trato urinário.

A fruta tem 20 vezes mais vitamina C que a laranja, com presença tânica, também tem notas adstringentes suaves e macias. A cor amarela indica a presença de betacaroteno, que se converte em vitamina A; tem potássio, que ajuda a manter o vigor muscular; cálcio e fósforo, que deixam os ossos e dentes fortes; e magnésio, importante na digestão.

Referência turística

Conforme a Lei 5.082, todas as divulgações turísticas do Estado de Mato Grosso do Sul deverão constar a guavira como referência tornando-se o fruto símbolo do estado e referencia turística de Bonito-MS.

Com informações do “Biomas do Brasil”

Fonte: https://culturams.com.br/conheca-a-guavira-o-fruto-do-pantanal/ por Lívia Machado.

Deixe uma resposta

pt_BRPortuguês do Brasil
en_USEnglish pt_BRPortuguês do Brasil